Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Tudo por um conto


Procuro expressar algo do teu agrado

mas se pouco te agrado com as palavras que arrisco

acabo por riscar palavras contos inteiros que não valem um conto só.

Exiges consistência que persista na existência,

Intensidade e não o silêncio de frases feitas.

Olhas-me feroz segurando-me com garras que anunciam o final da existência.

E agarras-me de encontro a um tapete dobrado.

E arrastas-me ao teu ninho onde rasgas o hábito que me veste alimentando a tua fantasia.

E montas a anunciação final de um conto por terminar.

E assinas Fim.

Enfim, o meu fim.

K!KE às 22:15
| comentar

Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

henrique.BB

Fazer amigo

. 19 seguidores

amores despertos

blogs SAPO